Vaticano: Francisco celebra Páscoa unido aos cristãos do Oriente

Cidade do Vaticano, 20 abr 2014 – O Papa Francisco presidiu hoje à missa do Domingo de Páscoa, no Vaticano, antecedendo a tradicional mensagem e bênção ‘urbi et orbi’, perante dezenas de milhares de pessoas.

A celebração iniciou-se, como é tradição desde 2000, com o rito do ‘resurrexit’ (ressuscitou), que inclui a abertura dos painéis laterais do ícone do Santíssimo Salvador, ao canto do “Aleluia”.

Este rito, perdido durante vários séculos, era realizado antigamente na Basílica de São João de Latrão, em Roma, da qual o Papa partia em procissão para a Basílica de Santa Maria Maior, onde celebrava a missa.

A missa não teve concelebrantes e depois da leitura do Evangelho não houve a habitual homilia.

Nesta altura foi proclamado o canto pascal dos Stichi e Stichirà da liturgia bizantina para recordar que este ano os cristãos do Ocidente e do Oriente celebram a Páscoa no mesmo dia.

A Praça de São Pedro está adornada com milhares de flores procedentes, como acontece há 29 anos, da Holanda: mais de 12 mil tulipas, 6 mil narcisos e 2500 jacintos, para lá de 2500 rosas brancas.

Após a Missa, o Papa passou pela Praça de São Pedro num carro descoberto, deslocando-se para a varanda central da Basílica de São Pedro, para a bênção à cidade de Roma e ao mundo, ‘Urbi et Orbi’, a mensagem e as saudações pascais.

A Páscoa assinala a ressurreição de Jesus e é a festa mais importante do calendário litúrgico da Igreja Católica.

OC

Atualidade Cristã - Post:
Agência Ecclesia-(Ecclesia)
http://www.agencia.ecclesia.pt/cgi-bin/noticia.pl?tpl=&id=100048#.U1O8fjzVIME.blogger
Leia mais...

A boa nova não é só palavra, é testemunho de amor: Papa na mensagem Urbi et Orbi, nesta Páscoa 2014

Cidade do Vaticano, 29 Abr. 2014

Cari fratelli e sorelle, buona Pasqua!
… Papa Francisco, nesta Páscoa 2014, dirigindo Urbi et Orbi (à Cidade de Roma e ao mundo inteiro), da varanda central da basílica de São Pedro, a sua mensagem pascal, em que tomou como ponto de partida o anúncio do anjo às mulheres, perante o sepulcro aberto: “Ressuscitou! Vinde e vede!” Uma mensagem que hoje ressoa uma vez mais na Igreja espalhada pelo mundo: «Não tenhais medo. Sei que buscais Jesus, o crucificado; não está aqui, pois ressuscitou (...). Vinde, vede o lugar onde jazia»
“Este é o ponto culminante do Evangelho, é a Boa Nova por excelência: Jesus, o crucificado, ressuscitou!”
É este o acontecimento que está na base da nossa fé e da nossa esperança – sublinhou o Papa: se Cristo não tivesse ressuscitado, o cristianismo perderia o seu valor; toda a missão da Igreja veria esgotar-se o seu ímpeto, porque foi dali que partiu e é sempre daqui que de novo parte. A mensagem que os cristãos levam ao mundo é esta: Jesus, o Amor encarnado, morreu na cruz pelos nossos pecados, mas Deus Pai ressuscitou-O e fê-Lo Senhor da vida e da morte.
“Em Jesus, o Amor triunfou sobre o ódio, a misericórdia sobre o pecado, o bem sobre o mal, a verdade sobre a mentira, a vida sobre a morte.”
Há que dizer a todos: «Vinde e vede», isso porque - insistiu o Papa - a Boa Nova não é apenas uma palavra, é testemunho…
“A Boa Nova não é apenas uma palavra, mas é um testemunho de amor gratuito e fiel: é sair de si mesmo para ir ao encontro do outro, é permanecer junto de quem a vida feriu, é partilhar com quem não tem o necessário, é ficar ao lado de quem está doente, é idoso ou excluído...
O Amor é mais forte, o Amor dá vida, o Amor faz florescer a esperança no deserto… “Com esta jubilosa certeza no coração”, o Papa Francisco prosseguiu a sua Mensagem pascal em jeito de oração ao Senhor ressuscitado pedindo-lhe a graça de O reconhecer e servir nos irmãos que sofrem:
“Ajudai-nos a procurar-Vos para que todos possamos encontrar-Vos, saber que temos um Pai e não nos sentimos órfãos; que podemos amar-Vos e adorar-Vos.
Ajudai-nos a vencer a chaga da fome, agravada pelos conflitos e por um desperdício imenso de que muitas vezes somos cúmplices. Tornai-nos capazes de proteger os indefesos, sobretudo as crianças, as mulheres e os idosos, por vezes objecto de exploração e de abandono.”
Na sua oração a Jesus Ressuscitado, Papa Francisco não esqueceu os que sofrem com doenças como a epidemia de ébola… dos quais é preciso cuidar, contrastando também as condições de vida que facilitam a sua difusão…
“Fazei que possamos cuidar dos irmãos atingidos pela epidemia de ébola na Guiné Conacri, Serra Leoa e Libéria, e daqueles que são afectados por tantas outras doenças, que se difundem também pela negligência e a pobreza extrema.”
O Papa pediu ao Senhor Ressuscitado que console quantos hoje não podem celebrar a Páscoa com os seus entes queridos porque a eles foram arrancados injustamente, como (é o caso, por exemplo) das numerosas pessoas – padres e leigos - sequestradas em diferentes partes do mundo.
Recordados também “os que deixaram as suas terras emigrando para lugares onde possam esperar um futuro melhor, viver a própria vida com dignidade e, não raro, professar livremente a sua fé.”
Na parte final da Mensagem pascal a todo o mundo, o Papa evocou as situações de guerra e de violências, nomeadamente a Síria, o Iraque, a Terra Santa, a República Centro-Africana, Nigéria, Sudão do Sul, Venezuela e Ucrânia…
Começando por pedir a “Jesus glorioso”, que “cesse toda a guerra, toda a hostilidade grande ou pequena, antiga ou recente”, prosseguiu o Papa Francisco, em tom de súplica:
“Suplicamo-Vos, em particular, pela Síria, para que quantos sofrem as consequências do conflito possam receber a ajuda humanitária necessária e as partes em causa cessem de usar a força para semear morte, sobretudo contra a população inerme, mas tenham a audácia de negociar a paz, há tanto tempo esperada.”
“Pedimo-Vos que conforteis as vítimas das violências fratricidas no Iraque e sustenteis as esperanças suscitadas pela retomada das negociações entre israelitas e palestinianos.
Imploramo-Vos que se ponha fim aos combates na República Centro-Africana e que cessem os hediondos ataques terroristas em algumas zonas da Nigéria e as violências no Sudão do Sul.
Pedimos-Vos que os ânimos se inclinem para a reconciliação e a concórdia fraterna na Venezuela.”
Finalmente a referência à Ucrânia, observando que este ano os católicos de rito latino celebram juntamente com as Igrejas que seguem o calendário juliano, o Papa pediu ao Senhor Ressuscitado “que ilumine e inspire as iniciativas de pacificação” e “que todas as partes interessadas, apoiadas pela Comunidade internacional, possam empreender todo esforço para impedir a violência e construir, num espírito de unidade e diálogo, o futuro do País”.
“Pedimo-Vos, Senhor, por todos os povos da terra: Vós que vencestes a morte, dai-nos a vossa vida, dai-nos a vossa paz!”
Cari fratelli e sorelle, buona Pasqua!
O Santo Padre a todos deu a sua especial bênção apostólica, a que está ligada, nesta circunstância, a indulgência plenária, nas condições previstas de conversão pessoal, absolvição sacramental e oração pelas intenções do Santo Padre.

Anteriormente, a partir das 10.15, o Santo Padre presidiu à solene Missa da Ressurreição, na Praça de São Pedro, com uma multidão incontável de fiéis. Coincidindo este ano a celebração da Páscoa nas comunidades de rito latino com a data da Páscoa nas comunidades que seguem o calendário juliano, a celebração papal de hoje incluiu também um antiquíssimo Cântico do património da liturgia pascal bizantina… que recordam as mulheres que vão ao Sepulcro para ungir o corpo de Jesus e recebem a boa nova de que o Senhor ressuscitou…


Atualidade Cristã - Post:
News.VA-(Rádio Vaticana).
http://www.news.va/pt/news/a-boa-nova-nao-e-so-palavra-e-testemunho-de-amor-p
Leia mais...

'Love has triumphed over hatred,' says Pope on Easter

Pope Francis celebrates Easter morning mass in St. Peter's Square on April 20, 2014. Credit: Lauren Cater / CNA.Vatican City, Apr 20, 2014 - In his Easter “urbi et orbi” Easter message “to the city and the world,” Pope Francis focused on the victory of love brought about through Christ’s death and resurrection.
“The message which Christians bring to the world is this: Jesus, Love incarnate, died on the cross for our sins, but God the Father raised him and made him the Lord of life and death. In Jesus, love has triumphed over hatred, mercy over sinfulness, goodness over evil, truth over falsehood, life over death,” he preached on April 20.

The Holy Father emphasized the power of God’s “unconditional and faithful love” for every human situation, praying for the many areas of the world suffering from violence or conflicts, and urging Christians to seek paths of peace and reconciliation. He then issued his blessing to those gathered in St. Peter’s Square and those throughout the world listening and watching by various types of media.

Below is the full English text of Pope Francis' “Urbi et Orbi” message:


Dear Brothers and Sisters, Happy and Holy Easter!

The Church thoughout the world echoes the angel’s message to the women: “Do not be afraid! I know that you are looking for Jesus who was crucified. He is not here; for he has been raised… Come, see the place where he lay” (Mt 28:5-6).

This is the culmination of the Gospel, it is the Good News par excellence: Jesus, who was crucified, is risen! This event is the basis of our faith and our hope. If Christ were not raised, Christianity would lose its very meaning; the whole mission of the Church would lose its impulse, for this is the point from which it first set out and continues to set out ever anew. The message which Christians bring to the world is this: Jesus, Love incarnate, died on the cross for our sins, but God the Father raised him and made him the Lord of life and death. In Jesus, love has triumphed over hatred, mercy over sinfulness, goodness over evil, truth over falsehood, life over death.

That is why we tell everyone: “Come and see!” In every human situation, marked by frailty, sin and death, the Good News is no mere matter of words, but a testimony to unconditional and faithful love: it is about leaving ourselves behind and encountering others, being close to those crushed by life’s troubles, sharing with the needy, standing at the side of the sick, elderly and the outcast… “Come and see!”: Love is more powerful, love gives life, love makes hope blossom in the wilderness.

With this joyful certainty in our hearts, today we turn to you, risen Lord!

Help us to seek you and to find you, to realize that we have a Father and are not orphans; that we can love and adore you.

Help us to overcome the scourge of hunger, aggravated by conflicts and by the immense wastefulness for which we are often responsible.

Enable us to protect the vulnerable, especially children, women and the elderly, who are at times exploited and abandoned.

Enable us to care for our brothers and sisters struck by the Ebola epidemic in Guinea Conakry, Sierra Leone and Liberia, and to care for those suffering from so many other diseases which are also spread through neglect and dire poverty.

Comfort all those who cannot celebrate this Easter with their loved ones because they have been unjustly torn from their affections, like the many persons, priests and laity, who in various parts of the world have been kidnapped.

Comfort those who have left their own lands to migrate to places offering hope for a better future and the possibility of living their lives in dignity and, not infrequently, of freely professing their faith.

We ask you, Lord Jesus, to put an end to all war and every conflict, whether great or small, ancient or recent.

We pray in a particular way for Syria, that all those suffering the effects of the conflict can receive needed humanitarian aid and that neither side will again use deadly force, especially against the defenseless civil population, but instead boldly negotiate the peace long awaited and long overdue!

We ask you to comfort the victims of fratricidal acts of violence in Iraq and to sustain the hopes raised by the resumption of negotiations between Israelis and Palestinians.

We beg for an end to the conflicts in the Central African Republic and a halt to the brutal terrorist attacks in parts of Nigeria and the acts of violence in South Sudan.

We ask that hearts be turned to reconciliation and fraternal concord in Venezuela.

By your resurrection, which this year we celebrate together with the Churches that follow the Julian calendar, we ask you to enlighten and inspire the initiatives that promote peace in Ukraine so that all those involved, with the support of the international community, will make every effort to prevent violence and, in a spirit of unity and dialogue, chart a path for the country’s future.

Lord, we pray to you for all the peoples of the earth: you who have conquered death, grant us your life, grant us your peace!


Atualidades Cristã - Post:
Catholic News Agency-(CNA).
http://www.catholicnewsagency.com/news/love-has-triumphed-over-hatred-says-pope-on-easter/#.U1O5c4TASr0.blogger
Leia mais...

Obama afirma que o Papa Francisco é uma “inspiração” e cita a Evangelii Gaudium em ato público

WASHINGTON DC, 17 Abr. 2014 - Em sua intervenção durante o tradicional Café da manhã de Oração pela Páscoa na Casa Branca, o Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, recordou sua recente visita ao Papa Francisco, descreveu-o como uma inspiração e citou a encíclica Evangelii Gaudium, que recebeu de presente do Pontífice.
Obama disse que sentiu o espírito do amor de Deus, "quando tive a grande honra de conhecer Sua Santidade, o Papa Francisco" em 27 de março deste ano no Vaticano.

Diante de diversos líderes religiosos reunidos no tradicional café da manhã, Obama disse que o Papa "toca e comove" os cristãos de distintas denominações com suas palavras "sobre a justiça e a inclusão, especialmente para os pobres e os marginados. Ele nos implora enxergar a dignidade inerente a cada ser humano".

Também nos comove, disse Obama, com "suas ações, sua simplicidade e profundidade -abraçando o homem sem lar, e lavando os pés de alguém diante do qual pessoas comuns simplesmente passariam direto na rua".

"Ele nos recorda que todos nós, sem importar o nosso estado, temos a obrigação de viver com retidão, e que todos temos a obrigação de viver com humildade", acrescentou.

Obama assegurou que teve "uma conversa maravilhosa com o Papa Francisco" especialmente sobre "as grandes necessidades de abordar a pobreza e a desigualdade. E o convidei a vir aos Estados Unidos, e sinceramente espero que o faça".

"Quando intercambiamos presentes, ele me deu uma cópia de seus escritos inspiradores, ‘A alegria do Evangelho’ (a exortação Evangelii Gaudium). E nela há uma passagem que nos fala hoje: ‘A ressurreição de Cristo não é um fato do passado; contém um poder vital que impregnou este mundo’. E acrescenta: ‘Jesus não ressuscitou em vão. Que jamais fiquemos à margem desta marcha da esperança viva’”.

Os reportes de imprensa sobre a reunião privada que sustentaram o mandatário e o Papa Francisco por quase uma hora, afirmam que trataram temas como a imigração, o tráfico de seres humanos e a liberdade religiosa, assuntos de crescente preocupação para a Igreja nos Estados Unidos durante a administração Obama, um dos governos mais favoráveis ao aborto e às uniões homossexuais.


Atualidades do Mundo - Post:
ACI Digital-(ACI/EWTN Noticias).
http://www.acidigital.com/noticias/obama-afirma-que-o-papa-francisco-e-uma-inspiracao-e-cita-a-evangelii-gaudium-em-ato-publico-54876/#.U1OYOoUYoYg.blogger
Leia mais...